quarta-feira, 25 de abril de 2012

TESTEMUNHO

“Com os meus lábios declarei todos os juízos da tua boca.”
Salmos 119:13


         O salmista conhece a Palavra de Deus e a declara. Todos os que amam a Palavra de Deus anunciam os santos ensinamentos por meio de suas vidas. Os lábios dos verdadeiros adoradores não cessam de declarar as maravilhas que o Senhor realiza desde o gênesis.
Jesus, o Filho de Deus, a Palavra Eterna em forma de homem, proclamou as obras do Pai da criação. Ele assegurou que as suas palavras tinham como fonte o próprio Autor da Vida. O Messias ordenou que declarássemos a todas as pessoas a Mensagem de Vida que sai da boca do próprio Deus.
Oração: Senhor, dá-me sabedoria e audácia para em tudo dar testemunho de Ti, Palavra de Vida. 


sexta-feira, 20 de abril de 2012

LOUVOR e CONHECIMENTO

“Bendito és tu, ó SENHOR; ensina-me os teus estatutos.”
Salmo 119:12

          O conhecimento da natureza de Deus é acompanhado pelo louvor ao seu Santo Nome. À medida que o Pai se revela a nós temos mais intimidade com Ele e o adoramos em espírito e em verdade. Todavia, nem todos os que louvam o Senhor o conhecem. Nem todos os que louvam o Senhor são conhecidos por Ele.
O Espírito Santo revelou a identidade de Jesus Cristo a Pedro, e esse glorificou o Filho de Deus. O verdadeiro adorador anseia conhecer e obedecer a Palavra do Sempiterno Pai.
         Oração: Pai, ensina-me a Tua Palavra para que eu te conheça e te adore em espírito e em verdade.

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

O PRIMEIRO AMOR


Logo que casou Lúcia descobriu que o marido, Tony, tinha uma espécie de diário. Entretanto, esse era diferente; uma espécie de caderno de memórias. Um dia, enquanto ele estava no trabalho, ela decidiu ler a caderneta. Para sua surpresa na primeira folha estava escrito:
“Quando meus pais brigavam, eu sempre ouvia eles se acusarem: Você não é mais o mesmo. E outro perguntava: Então me diz o que há de tão diferente em mim? A resposta era incisiva: TUDO!”
Não quero cometer o mesmo erro de meus pais: Esquecer o primeiro amor. Aqui registrarei minha história de amor com minha amada e linda futura esposa, Lúcia. Para que eu obedeça às escrituras: Lembra-te do teu primeiro amor.”
A introdução datava do início do noivado deles. Surpresa e emocionada, Lúcia percorria cada frase.
“A minha amada é louca por milk shake de morango e não suporta chocolate.”
“Ela chora quando eu toco My Endless love”.
“Minha bonequinha prefere receber chocolates a flores”.
“Minha princesa detesta quando eu deixo a barba por fazer”.
“Hoje conversamos sobre os futuros filhos. Ela quer gêmeos. Meu Deus!”
Um dia antes do casamento o texto trazia:
“Meu professor de metodologia científica disse: Este é o dia com o qual ela sempre sonhou. Deixe-a vivê-lo intensamente. Este dia pertence a ela”.
No dia da cerimônia:
“Senhor ensina-me a amar minha esposa. Estou disposto a dar minha vida por ela como tu fizeste pela igreja”.
Em lágrimas Lúcia fez esta mesma oração por Tony. Quando terminou a leitura decidiu que também escreveria uma caderneta de memórias desde o namoro deles; contudo, em segredo.
O casal havia brigado três dias antes da descoberta de Lúcia. Na verdade, ela reconhecia que andava muito estressada e mesmo inconscientemente descontava tudo no esposo. Ele escrevera no dia da briga:
“Será que o mel acabou? Não permitirei que o inimigo destrua o amor que Deus nos deu para cultivarmos”.
Trinta e cinco anos depois, em um culto de ação de graças e renovação de votos, Lúcia proferiu:
- Obrigada, meu amor. Você me ensinou a amá-lo como Cristo nos ama. Um dia li sua caderneta de memórias sobre nosso relacionamento. E decidi fazer o mesmo sem que você soubesse. Nem sei se você ainda escreve.
- Sim, escrevo. É a nossa historia de amor. Tinha planejado lê-lo para você hoje à noite.
- Então teremos muito para ler um para o outro. Te amo como na primeira vez.

Para minha amada esposa, Neuma. 02/08/11 - Por meio daquele que nos ama como na primeira vez. - Joel Souza.

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

A Confiança e o Medo


(por Joel Souza)

Certa vez a Confiança estava caminhando numa estrada quando o Medo passou por ela apressadamente. A Confiança logo indagou o Medo.
- Por que você sempre surge quando eu estou me aproximando do coração das pessoas?
O Medo respondeu sarcasticamente:
- Para provar que os seres humanos não precisam fazer esforço para me atrair. Além disso, eu não preciso de permissão para entrar na vida delas.
- E o que você ganha com isso?
- Nada. Apenas gosto de ter um lugar novo onde eu possa gerar bastante desespero.
A Confiança logo retrucou:
- Mas você sabe que todas as pessoas que abrem a porta para mim e me convidam para entrar, permitem que eu produza paz, e imediatamente eu te expulso.
- É verdade. Mas isso só ocorre quando elas fazem algum esforço.  Quando pelo menos abrem a porta do coração e permitem que você entre. Os seres humanos são aversos ao esforço, esqueceu?.
***
O medo gera desespero. A confiança produz paz.
Quando as pessoas sentiam medo, Jesus declarava: não tenha medo! As Escrituras Sagradas afirmam que Jesus é o Príncipe da Paz. Confie nEle e receba a Paz duradoura.

IMENSIDÃO DIVINA

Existe uma história bem conhecida sobre Agostinho de Hipona, um dos maiores teólogos cristãos, a respeito de um livro que ele escrevia sobre a Trindade. Num momento de descanso, enquanto caminhava às margens do Mediterrâneo, viu por perto um menino. Ele enchia um balde com água do mar, andava uma pequena distância e o esvaziava em um buraco na areia. Então retornava ao mar e repetia todo o processo.
             Agostinho assistiu àquilo por um tempo e, então, perguntou ao garoto que ele pretendia fazer.
- Estou trazendo o mar Mediterrâneo para esse buraco na areia – respondeu. Agostinho riu.
- Você nunca fará um oceano caber nesse pequeno buraco! Você está desperdiçando seu tempo.
 O menino andou em sua direção:
- E você está desperdiçando o seu escrevendo um livro sobre Deus. Você nunca fará Deus caber em um livro!
                Embora alguns estudiosos suspeitem (e com razão!) que essa história não passe de invencionice, ela salienta um ponto importante. Não podemos fazer justiça à maravilha completa de Deus. O que de fato nos compete é fazer tudo o que pudermos para falar sobre Deus de modo fiel e íntegro.
Alister McGrath. Teologia para amadores. São Paulo: Mundo Cristão. 2008, p 43.

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

CORAÇÃO x MENTE


“Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti.”
Salmos 119:11
 Os antigos acreditavam que o coração era o centro das emoções. Os filósofos o classificavam como “o centro da alma e da vida”. Hoje sabemos que o cérebro é o centro de todas as emoções, e essas podem afetar positiva ou negativamente o órgão chamado CORAÇÃO.
 Guardar no coração a Palavra de Deus é ocupar a mente com a mensagem que produz Vida. O salmista afirma que dessa maneira pretende viver sem pecar. A mente que guarda os Ensinamentos de Deus poupa o coração das grandes aflições e tristezas que o pecado produz, os quais podem levar até à morte física e espiritual.
ORAÇÃO: Senhor, ajuda-me a guardar os Teus ensinamentos em minha memória para que o meu coração seja poupado das angústias do pecado.

O MINISTÉRIO MAIS URGENTE

Será que a igreja tem ministério mais urgente do que abrir tempo e espaço para a pergunta crucial de Cristo apresentada no Evangelho de João: “Tu me amas?” Há alguma prioridade confessional, legal ou cultual que suplante o relacionamento pessoal entre o crente e Jesus Cristo?
Há alguma esperança para uma renovação cristã radical e para a implementação do evangelho social se Jesus Cristo não é Senhor da minha vida? Será que deixamos essa pergunta decisiva de lado para moralizar, filosofar, organizar e erigir novos templos a um deus desconhecido?
Disse-lhe terceira vez: Simão, filho de Jonas, amas-me? Simão entristeceu-se por lhe ter dito terceira vez: Amas-me? E disse-lhe: Senhor, tu sabes tudo; tu sabes que eu te amo. Jesus disse-lhe: Apascenta as minhas ovelhas. João 21:17

Fonte: Brennan Manning. Meditações para maltrapilhos. São Paulo: Mundo Cristão. 2008.

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

EDIR MACEDO E SUA TEOLOGIA DO ABORTO

No vídeo que até o momento está no Youtube, visto que muitos outros, já foram retirados da internet. O Edir Macedo faz apologia ao aborto.
Edir Macedo é incapaz de citar um versículo bíblico que dê base para seu discurso.
Obviamente, pois Deus não é sanguinário. Deus ama o que criou. Deus é enfático:
Não matarás. Exôdo 20:13.
O NÃO de Deus significa NÃO!
Ninguém precisa ser douto em hermenêutica e qualquer outra ciência para entender que Deus não nos permite tirar a vida.
O herege Edir Macedo prossegue em seu delírio:  
“Mamãe teve 33 filhos, 33. Por causa das dificuldades ela abortou 16. Sobraram 17, morreram 10. Ficaram só 7. E nem por isso ela deixou de estar com Deus.  O aborto não faz diferença.” (seguido de um sorriso, ao meu ver, diabólico).
Se os meninos de famílias pobres estão mendigando e sofrendo as mazelas sociais, o que é necessário fazer é cobrar do governo ações efetivas de erradicação da pobreza. Não incentivar o assassinato.
Por fim, veja o vídeo e tire suas próprias conclusões:

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Igreja da Cientologia é condenada na França


A Corte de Apelações de Paris confirmou nesta quinta-feira a condenação das duas principais estruturas francesas da Igreja da Cientologia a uma multa de 600 mil euros por "fraude".
A multa imposta às duas estruturas parisienses, o Celebrity Center e a livraria SEL, é idêntica à anunciada no primeiro processo de 2009. Além disso, cinco membros da organização foram condenados em apelação a penas que vão de 10 mil euros de multa a dois anos de prisão, com suspensão da pena, e 30 mil euros de multa.
A Justiça francesa os acusa de ter aproveitado a vulnerabilidade de ex-adeptos para obter grandes quantias de dinheiro. "É uma decisão histórica", declarou à imprensa Olivier Morice, advogado da UNADFI, uma associação de luta contra as seitas.
"É a primeira vez na França que a cientologia é condenada enquanto pessoa jurídica por fraude em grupo organizado", disse, antes de completar que esta é "uma notícia muito boa para aqueles que lutam contra as seitas e uma derrota severa da Igreja da Cientologia".
"Esta decisão era esperada por muitos países que lutam contra as seitas", destacou, ao citar Alemanha, Espanha, Bélgica, Itália, Austrália e Estados Unidos. A Igreja da Cientologia, porém, denunciou em um comunicado um veredicto "falseado e injusto", além de ter anunciado que pretende recorrer de maneira imediata à Corte de Cassação.
"A Associação Espiritual da Igreja da Cientologia-Celebrity Centre considera que a decisão pronunciada é totalmente falseada e injusta, porque é o resultado de uma espécie de processo fantasma, no qual aconteceram numerosas irregularidades e violações dos direitos fundamentais dos cientologista", afirma em um comunicado.

Os acusados e seus advogados, que abandonaram o processo após duas semanas, depois que todas as questões de procedimento apresentadas para adiar os debates foram rejeitadas, não estavam presentes na leitura da decisão nesta quinta-feira.
Qualificada de seita por vários documentos parlamentares franceses, o movimento fundado em 1954 pelo escritor americano de ficção científica Ron Hubbard é considerado uma religião nos Estados Unidos e em alguns países europeus. A organização afirma ter mais de 10 milhões de adeptos no mundo e 45 mil na França.

Fonte: Notícias Terra

Os pastores feiticeiros e seu evangelho pagão

Por Ed René Kivitz

AGÊNCIA ESTADO | ECONOMIA & NEGÓCIOS
Deus resolve
Pastores da Igreja Universal do Reino de Deus inovam. Pela TV, em Brasília, prometem bom desempenho em concursos públicos. O fiel só precisa levar caneta ou comprovante de inscrição ao templo para ser ungido.
O discurso? “Se Deus te iluminar, te der a direção, nada dá errado.”
[Fonte: http://blogs.estadao.com.br/sonia-racy]
O pior dessa notícia é que tem uma lógica danada. Literalmente, a lógica é danada. É dos quintos dos infernos. Mas faz todo o sentido dentro da cosmovisão religiosa popularmente identificada como cristã, isto é, da subcultura sociologicamente definida como segmento religioso que se pretende cristão. Senão, observe.
- Para quem crê em um Deus intervencionista, que se mete no cotidiano da vida humana vindo de fora (de outro mundo, da sala do trono, ou sei lá de onde), qual é o problema de pedir a Deus que favoreça um dos seus filhos em um concurso público?
- Para quem acredita em unção como ritual litúrgico, e sai por aí passando óleo e azeite em portas e janelas, carros, pessoas, animais de estimação, propriedades, galpões empresariais e escritórios, e outras coisas mais, qual é o problema de ungir ritualisticamente uma caneta ou uma ficha de inscrição para um concurso público?
- Para quem acredita que Deus revela segredos aos seus filhos, fala pela boca dos profetas e dá palpite na vida dos outros, qual é o problema em pedir uma iluminação ou uma direção, tipo informação privilegiada, como ajuda para o êxito num concurso público?
- Para quem acredita que o templo é a Casa do Senhor, e que os pastores, bispos, apóstolos e patriarcas são Servos do Senhor, pessoas especiais, com uma unção especial de Deus, qual é o problema de participar dessa unção ritualística no Templo Sede Internacional e receber a benção do homem de Deus antes de atravessar o desafio de um concurso público?
- Para quem faz promessas de subir escadas de joelhos, realiza peregrinações carregando cruz nas costas, amarra fitinhas de santos no pulso, pendura no pescoço colares benzidos nos terreiros, carrega santinhos na carteira, ou participa de correntes da fé em busca de bençãos materiais e soluções para problemas circunstanciais, qual é o problema de ungir a caneta ou a inscrição para o concurso público?
Em síntese, apesar de grotesca e de causar espanto, respeitada a lógica religiosa popular cristã, não há nada de errado nessa prática noticiada pela Agência Estado. O desafio é responder se essa lógica expressa de fato o Evangelho de Jesus Cristo.

Fonte: Ed René Kivitz.com

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

IGREJA DA MACONHA

Geraldo Batista, líder religioso da seita
      Depois da divulgação da “Igreja do Ctrl C + Ctrl V”, a seita que está em voga é a “Igreja da Maconha”. Pois é. A igreja Niubingui Etíope Coptic de Sião do Brasil se reúne em Americana, São Paulo. Segundo o líder, Geraldo Batista, a maconha é uma erva santa e foi usada por Jesus quando transformou a água em vinho e em todos os seus milagres. Para ele Canaã é a cidade da Maconha. Apesar desses argumentos a polícia está investigando Geraldo por crime de tráfico de drogas.
     
      A igreja da maconha está presente nas redes sociais e traz a seguinte mensagem no corpo do blog:

"IMPORTANTE: Os textos desta pagina são os capítulos da obra, por tanto, para se obter uma compreensão global de nossa fé, é imperioso que se faça a leitura dos mesmos na seqüência original . Abra sua mente, e conheça a história como nunca contada antes. Felicidades e Iluminação."  

      Segue o texto publicado na Folha online:     
“Na cidade de Americana (SP), um sítio é sede de uma igreja que utiliza a filosofia rastafari e que já foi palco de três operações policiais com apreensão de dezenas de pés de maconha. A lei brasileira não permite o uso da cannabis para fins religiosos, mas esta igreja quer usar a jurisprudência do Santo Daime, permitido na legislação vigente. O chefe espiritual da igreja disse que investigou tudo sobre a crença pela internet, mas ressalta que nunca teve contato pessoal com um rastafari jamaicano.”
Fonte: Folha
SALMO 15 - Só nos resta lembrar a advertência do Apóstolo Paulo:
 
"Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo grande desejo de ouvir coisas agradáveis, ajuntarão para si mestres segundo os seus próprios desejos, e não só desviarão os ouvidos da verdade, mas se voltarão às fábulas. Tu, porém, sê sóbrio em tudo, sofre as aflições, faze a obra de um evangelista, cumpre o teu ministério." 2 Timóteo 4:3-5.

Violência e Desejo

Por Jung Mo Sung

      Muitos ainda associam a violência à pobreza e ficam assustados e perplexos diante do aumento da violência nas sociedades ricas, nas cidades mais ricas do nosso país e também entre as pessoas da classe média e alta.
      Eu quero propor uma reflexão sobre isto a partir do binômio desejo e violência. Uma das características do ser humano é o fato de ser um ser desejante. O que nos move não é tanto as necessidades, mas os desejos. O problema é que nós não sabemos bem o que desejar concretamente. Precisamos de modelos de desejo que nos indiquem. Isto é, nós imitamos os desejos dos nossos modelos.
      É por isso, por exemplo, que Michael Jordan ganha tanto dinheiro: para mostrar aos seus fãs o que desejar, isto é, o que comprar. Nós queremos ser como o nosso modelo e por isso queremos ter o que o nosso modelo de desejo tem ou deseja. Esta é a razão pela qual nós tanto ansiamos consumir e acabamos sempre comprando mais do que seria razoável, pois no fundo estamos buscando ser mais.
      Quando desejamos algo ou alguém porque uma outra pessoa deseja, nós entramos em uma relação triangular. O objeto de desejo se torna escasso em relação às pessoas desejantes e com isso se estabelece um conflito entre elas na busca do objeto desejado. É a escassez e este conflito que reforçam o nosso desejo por este objeto.
      Nas sociedades antigas havia um certo controle destes conflitos através dos tabus e normas morais. A sociedade moderna modificou radicalmente esta questão ao se apresentar como capaz de superar este conflito com a produção “ilimitada” de bens e de objetos de desejos. Com isso estimula as pessoas a desejarem cada vez mais e a lutarem pelo seu “direito” de realizar todos os seus desejos. Só que as pessoas desejam algo não só porque é bom “em si”, mas porque outras pessoas também desejam.
      Sendo assim, os outros aparecem como rivais a serem derrotados. Um outro limitador da realização do desejo é a falta de dinheiro para satisfazer todos os desejos de ter/comprar. Os outros e a falta de dinheiro aparecem como os “culpados” pela minha frustração de não realizar o desejo de consumir/ter cada novo objeto de desejo apresentado pelo mercado. E esta frustração, como vimos, não é só não ter, mas tem a ver com o sentimento de não ser.
      Não é à toa que a violência aumenta entre nós e que cada vez mais as pessoas fazem “qualquer coisa” para conseguir não o necessário para viver, mas sim os seus objetos de desejo.
[SUNG, Jung Mo. Violência e desejo. Semeando: Pastoral Universitária. Bragança Paulista:
Universidade São Francisco, ano XVIII, mai./jun. 2000.]

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

DESAFIO DOS 176 DIAS - SALMO 119:10

"Com todo o meu coração te busquei; não me deixes desviar dos teus mandamentos."
Salmos 119:10

 O Mapa e a Bússola
      O coração de todo viajante anseia chegar ao seu destino. Mesmo aqueles que seguem errantes têm um objetivo: um lugar diferente. A vida cristã é uma viagem. E o destino é glorioso: o Reino de Deus. As Escrituras afirmam que só há um caminho que conduz a esse Reino: Jesus Cristo.
      Deus providenciou um mapa e uma bússola para garantir que a nossa viagem será segura. A Bíblia apresenta o caminho e o lugar aonde chegaremos, e o Espírito Santo nos orienta, a fim de que não nos percamos.
Oração: Santo Espírito de Deus, guia-me pelo caminho da santidade e leva-me até a presença do Altíssimo.
Curta e compartilhe os textos que falam de Deus!

CLASSIFICAÇÃO DE PAÍSES POR PERSEGUIÇÃO


 Neste mapa você encontra os 50 países que estão entre os mais opressores ao cristianismo e à liberdade religiosa. Atualizada a cada ano, a lista classifica a situação no país através de uma análise que leva em consideração os seguintes fatores:
• Situação legal dos cristãos no país
• Atitude do regime político em relação à comunidade cristã
• Liberdade da Igreja para organizar eventos
• Papel da Igreja na sociedade
• Tratamento de cristãos considerados individualmente
• Outros fatores limitadores da vida de igrejas e cristãos
Ao chegar em um país, a Portas Abertas procura os cristãos locais e lhes pergunta como pode ajudá-los. Em 95% dos casos, esses cristãos pedem oração. O segundo pedido sempre é por Bíblias, materiais de estudo e treinamento.
O valor fundamental deste levantamento é uma forma de determinar onde a necessidade de ajuda é mais urgente.
Acesse o link Missão Portas Abertas  para baixar arquivos e divulgar em sua igreja local.

A fé de um ex-crente


Um ex-crente estava numa reunião familiar. Os irmãos começaram a citar seus versículos preferidos, ele, então, proferiu sua fé:

- Quando o Senhor era o meu pastor nada me faltava.

domingo, 22 de janeiro de 2012

IMPERFEIÇÕES


Diante das nossas imperfeições só nos resta dar as mãos e caminhar juntos em direção Àquele que é Perfeito: JESUS!
Só nos resta orar juntos suplicando ao Pai misericórdia.
Só nos resta celebrar juntos a Graça em Cristo Jesus.
Só nos resta dar suporte um ao outro para que juntos vençamos o Maligno.
Só nos resta amar o outro como Aba nos ama.
Só nos resta perdoar o outro como Jesus nos perdoa.
Só nos resta viver juntos em Amor sincero.
Só nos resta compartilhar a Alegria da Aceitação.
Só nos resta conviver em Paz com as imperfeições alheias.
Sendo todos imperfeitos só nos resta seguir juntos!
Eu neles, e tu em mim, para que eles sejam perfeitos em unidade, e para que o mundo conheça que tu me enviaste a mim, e que os tem amado a eles como me tens amado a mim. (João 17:23)
Por Joel Souza, um imperfeito.

O CUSTO DA RIQUEZA

Compartilho com você um resumo do conto de Leon tolstoi sobre o alto preço que o amor às riquezas cobra de seus amantes.

Não há grandeza onde não houver simplicidade, bondade e verdade. (Leon Tolstoi) 
Tolstoi ilustra esse desafio em sua história assombrosa “de quanta terra um homem precisa?” A história é sobre um camponês cujo objetivo na vida é possuir cada vez mais terras. Ele já possui uma fazenda do tamanho considerável, mas não é suficiente e ele deseja mais. Quando fica sabendo que o governo está praticamente doando tantas terras quanto uma pessoa a queira em outra parte do país, a fim de promover o crescimento da região, o camponês deixa temporariamente sua família e faz um alonga viagem em busca de fortuna.
            Ao chegar lá, fica sabendo as regras da transação: deve começar em um determinado ponto ao nascer do sol e correr ou caminhar mais longe que puder até o pôr-do-sol. Todas as terras dentro dos limites que ele atravessar serão suas, desde que ele consiga voltar antes do poente. Se não conseguir voltar a tempo, não ganha nenhuma terra e não terá a oportunidade de tentar outra vez.
            O camponês fica entusiasmado diante da oportunidade. Descansa o máximo que pode na noite anterior e, na manhã seguinte, quando a primeira lasca de sol surge no horizonte, ele parte num ritmo compassado para conserva as energias. Começa caminhando vigorosamente em direção ao norte para que possa ver o sol elevando-se à sua direita. Depois de seguir uma longa distância nessa direção, acha prudente virar para o leste. Mas a terra é tão rica e fértil que ele simplesmente quer ganhar mais, de modo que prossegue só mais um pouco para ampliar o terreno que vai reclamar.
            (...)
            O sol já está se pondo quando ele se volta para o oeste, no último trecho de sua jornada. O local de onde começou ainda é apenas um pontinho no horizonte; será uma corrida para ele conseguir chegar antes do final. Ele se arrasta pesadamente, mal conseguindo erguer cada perna. Finalmente, consegue divisar o lugar onde começou e os rostos das pessoas que lá estão. Elas riem dele.
            O sol se põe forte e cor de laranja; só mais alguns segundos. O exausto camponês esforça-se até a linha de chegada e cai exatamente quando os últimos raios de sol desaparecem no horizonte. Ele conseguiu. A terra lhe pertence. Mas sua vitória dura pouco, pois ali mesmo ele sucumbe de exaustão e morre.
Fonte: LYNBERG, Michael. Faça de cada dia uma obra-prima. Rio de Janeiro: Ediouro, 2003, p.163.
Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma? Ou que dará o homem em recompensa da sua alma? Porque o Filho do homem virá na glória de seu Pai, com os seus anjos; e então dará a cada um segundo as suas obras. Mateus 16:26-27


quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Big Brother Brasil um Programa Imbecil

Esse é o tema do cordel composto por Antonio Barreto. O texto foi indicado por um amigo no facebook e julgo uma ótima descrição do papel do BBB na mídia brasileira.
E para quem gosta apenas do que é recomendado por especialistas segue o que disse o renomado teólogo Leonardo Boff em seu blog sobre o cordelista: “Tem gabarito e merece ser ouvido”. Curta e compartilhe!
Big Brother Brasil Um Programa imbecil
Autor:
Antonio Barreto, Cordelista natural de Santa Bárbara-BA, residente em Salvador.
Curtir o Pedro Bial
E sentir tanta alegria
É sinal de que você
O mau-gosto aprecia
Dá valor ao que é banal
É preguiçoso mental
E adora baixaria.

Há muito tempo não vejo
Um programa tão ‘fuleiro’
Produzido pela Globo
Visando Ibope e dinheiro
Que além de alienar
Vai por certo atrofiar
A mente do brasileiro.

Me refiro ao brasileiro
Que está em formação
E precisa evoluir
Através da Educação
Mas se torna um refém
Iletrado, ‘zé-ninguém’
Um escravo da ilusão.

Em frente à televisão
Longe da realidade
Onde a bobagem fervilha
Não sabendo essa gente
Desprovida e inocente
Desta enorme ‘armadilha’.

Cuidado, Pedro Bial
Chega de esculhambação
Respeite o trabalhador
Dessa sofrida Nação
Deixe de chamar de heróis
Essas girls e esses boys
Que têm cara de bundão.

O seu pai e a sua mãe,
Querido Pedro Bial,
São verdadeiros heróis
E merecem nosso aval
Pois tiveram que lutar
Pra manter e te educar
Com esforço especial.

Muitos já se sentem mal
Com seu discurso vazio.
Pessoas inteligentes
Se enchem de calafrio
Porque quando você fala
A sua palavra é bala
A ferir o nosso brio.

Um país como Brasil
Carente de educação
Precisa de gente grande
Para dar boa lição
Mas você na rede Globo
Faz esse papel de bobo
Enganando a Nação.

Respeite, Pedro Bienal
Nosso povo brasileiro
Que acorda de madrugada
E trabalha o dia inteiro
Da muito duro, anda rouco
Paga impostos, ganha pouco:
Povo HERÓI, povo guerreiro.

Enquanto a sociedade
Neste momento atual
Se preocupa com a crise
Econômica e social

Você precisa entender
Que queremos aprender
Algo sério – não banal.

Esse programa da Globo
Vem nos mostrar sem engano
Que tudo que ali ocorre
Parece um zoológico humano
Onde impera a esperteza
A malandragem, a baixeza:
Um cenário sub-humano.

A moral e a inteligência
Não são mais valorizadas.
Os “heróis” protagonizam
Um mundo de palhaçadas
Sem critério e sem ética
Em que vaidade e estética
São muito mais que louvadas.

Não se vê força poética
Nem projeto educativo.
Um mar de vulgaridade
Já tornou-se imperativo.
O que se vê realmente
É um programa deprimente
Sem nenhum objetivo.

Talvez haja objetivo
“professor”, Pedro Bial
O que vocês tão querendo
É injetar o banal
Deseducando o Brasil
Nesse Big Brother vil
De lavagem cerebral.

Isso é um desserviço
Mal exemplo à juventude
Que precisa de esperança
Educação e atitude
Porém a mediocridade
Unida à banalidade
Faz com que ninguém estude.

É grande o constrangimento
De pessoas confinadas
Num espaço luxuoso
Curtindo todas baladas:
Corpos “belos” na piscina
A gastar adrenalina:
Nesse mar de palhaçadas.

Se a intenção da Globo
É de nos “emburrecer”
Deixando o povo demente
Refém do seu poder:
Pois saiba que a exceção
(Amantes da educação)
Vai contestar a valer.

A você, Pedro Bial
Um mercador da ilusão
Junto a poderosa Globo
Que conduz nossa Nação
Eu lhe peço esse favor:
Reflita no seu labor
E escute seu coração.

E vocês caros irmãos
Que estão nessa cegueira
Não façam mais ligações
Apoiando essa besteira.
Não deem sua grana à Globo
Isso é papel de bobo:
Fujam dessa baboseira.

E quando chegar ao fim
Desse Big Brother vil
Que em nada contribui
Para o povo varonil
Ninguém vai sentir saudade:
Quem lucra é a sociedade
Do nosso querido Brasil.

E saiba, caro leitor
Que nós somos os culpados

Porque sai do nosso bolso
Esses milhões desejados
Que são ligações diárias
Bastante desnecessárias
Pra esses desocupados.

A loja do BBB
Vendendo só porcaria
Enganando muita gente
Que logo se contagia
Com tanta futilidade
Um mar de vulgaridade
Que nunca terá valia.


Chega de vulgaridade
E apelo sexual.
Não somos só futebol,
baixaria e carnaval.
Queremos Educação
E também evolução
No mundo espiritual.

Cadê a cidadania
Dos nossos educadores
Dos alunos, dos políticos
Poetas, trabalhadores?
Seremos sempre enganados
e vamos ficar calados
diante de enganadores?

Barreto termina assim
Alertando ao Bial:
Reveja logo esse equívoco
Reaja à força do mal.
Eleve o seu coração
Tomando uma decisão
Ou então: siga, animal.

Fonte: Leonardo Boff wordpress

Seria o fim do Big Brother Brasil?

Eis que surge uma ponta de esperança no iceberg da desilusão com a mídia brasileira. O Ministério das Comunicações decide investigar se a Rede Globo estaria descumprindo as "finalidades educativas e culturais da radiodifusão e com a manutenção de um elevado sentido moral e cívico" ao veicular as cenas polêmicas do BBB 12, nas quais haveria cenas de suposto estupro, envolvendo dois participantes. 


Ministério das Comunicações investiga polêmica no BBB
"Em nota, o Ministério das Comunicações informou que investigará as imagens veiculadas no domingo, 15, pela Globo durante o programa ao vivo do BBB12. Caso se constate que foi mostrada uma cena de estupro, poderá punir a emissora até com a interrupção da concessão, além de multas e outras sanções. O órgão ainda solicitou à Anatel que investigue o que se veiculou na TV a cabo.
Após a polêmica envolvendo Daniel e Monique, a Globo de início negou que tivesse havido abuso sexual, pois a própria moça afirmara no confessionário que a troca de carícias foi consentida. Com a entrada da polícia no caso, a cúpula da emissora decidiu excluir o participante do programa para que ele pudesse se esclarecer formalmente e por julgar que o comportamento dele fora gravemente inadequado.
A Globo entrou em detalhes na polêmica no Jornal Nacional de terça, 17, e no BBB do mesmo dia, com uma matéria de dois minutos sobre as investigações da polícia e com a leitura de uma nota oficial pelo apresentador Pedro Bial."

Nota do Ministério Público

"Inicialmente, o Ministério das Comunicações vai identificar se o possível estupro foi veiculado na TV Globo, emissora outorgada concessionária do serviço de radiodifusão de sons e imagens, fiscalizada pelo ministério, ou apenas nos canais de TV por assinatura, fiscalizados pela Anatel, nos termos da Lei Geral de Telecomunicações - LGT.

Já foi solicitada à TV Globo a gravação da programação veiculada nos dias 14 e 15 de janeiro de 2012, para degravação. As imagens serão analisadas e, se estiverem em desacordo com as finalidades educativas e culturais da radiodifusão e com a manutenção de um elevado sentido moral e cívico, não permitindo a transmissão de espetáculos, trechos musicais cantados, quadros, anedotas ou palavras contrárias à moral familiar e aos bons costumes, expondo pessoas a situações que, de alguma forma, redundem em constrangimento, ainda que seu objetivo seja jornalístico (art. 38, alínea "d" do Código Brasileiro de Telecomunicações - Lei n˚ 4.117/62 - c/c art. 28, item 12, alíneas "a" e "b" do Regulamento dos Serviços de Radiodifusão - Decreto n˚ 52.795/63), será instaurado Processo de Apuração de Infração neste ministério, cujas sanções cabíveis incluem a interrupção dos serviços (Parágrafo único do art. 63 e multa nos termos do art. 62 do mesmo Código)."
Fonte: Yahoo Notícias